expos      txts      e-books     bio


[junho de 2020]

Raphael Fonseca nasceu e vive no Rio de Janeiro, Brasil.

[raphaelfonseca@gmail.com]

[entrevistas aqui e ali]
[críticas publicadas sobre alguns projetos]


É pesquisador nas áreas de história da arte, curadoria, crítica e educação. Doutor em Crítica e História da Arte pela UERJ. Mestre em História da Arte pela UNICAMP. Graduado e licenciado em História da Arte pela UERJ.

Recebeu o Prêmio Marcantonio Vilaça de curadoria (2015) e o prêmio de curadoria do Centro Cultural São Paulo (2017). Curador residente do Institute Contemporary Arts Singapore (2019) e da Manchester School of Art (2016).
 
Entre suas exposições, destaque para “Vaivém” (CCBB SP, DF, RJ e MG, 2019-2020); “Lost and found” (ICA Singapore, 2019); “Riposatevi - Lucio Costa” (MAC Niterói, 2018); “A vida renasce, sempre - Sonia Gomes” (MAC Niterói, 2018); “Dorminhocos – Pierre Verger” (Caixa Cultural Rio de Janeiro, 2018); “Regina Vater – Oxalá que dê bom tempo” (MAC Niterói, 2017); “Bestiário” (Centro Cultural São Paulo, 2017); “Dura lex sed lex” (Centro Cultural Parque de España, Rosario, Argentina, 2017); “Mais do que araras” (SESC Palladium, Belo Horizonte, 2017), “Quando o tempo aperta” (Palácio das Artes – Belo Horizonte e Museu Histórico Nacional – Rio de Janeiro, 2016); “Reply all” (Grosvenor Gallery, Manchester, Inglaterra, 2016); “Deslize ” (Museu de Arte do Rio, 2014), “Água mole, pedra dura” (1a Bienal do Barro, Caruaru, 2014) e “City as a process” (Ural Federal University, II Ural Biennial, Ekaterinburgo, Rússia).

Integrante do comitê curatorial de seleção da Bienal Videobrasil (2019).
Jurado do Prêmio Pipa (Brasil, 2019) e do Prêmio Mariano Aguilera (Quito, Equador, 2017).
Participante do comitê de indicação do Prêmio Pipa (2018 e 2020).
Autor convidado para o catálogo da 32a Bienal de São Paulo (2016).

Escreve regularmente para a revista ArtNexus.
© 2020, Raphael Fonseca | Todos os direitos reservados.